Teotihuacan (século IV)

Teotihuacan (século IV)

Esta cidade, majestosa até mesmo em ruínas, foi a maior e mais populosa povoação da América pré-colombiana.

História

Palavras-chave

négyoldalú gúla, Teotihuacan, Colombo, México, Vale do México, América, Pirâmide do Sol, Pirâmide da Lua, Novo Mundo, pirâmide, Serpente Emplumada, santuário, cultura, indígena, conquistador, civilização, asteca, igreja, arquitetura, nativo, Necrópole, religião, Calçada dos Mortos, capital, século IV, cidade, história, Antiguidade

Itens relacionados

Questôes

  • Teotihuacan situava-se no território de que atual país?
  • Quem deu o nome à cidade de Teotihuacan?
  • Qual destes edifícios NÃO se encontrava em Teotihuacan?
  • No seu apogeu, aproximadamente quantos habitantes tinha Teotihuacan?
  • No seu apogeu, que área ocupava Teotihuacan, aproximadamente?
  • Qual dos seguintes deuses tinha um templo tanto em Tenochtitlan como em Teotihuacan?
  • Qual destes povos não construiu pirâmides notáveis?
  • Que tipo de edifícios não foram encontrados durante as escavações em Teotihuacan?
  • Qual era, provavelmente, a construção mais alta de Teotihuacan?
  • Entre que edifícios se encontra a Calçada dos Mortos?
  • É verdade que em Teotihuacan se realizavam sacrifícios humanos?
  • Que animais NÃO foram sacrificados pelos habitantes de Teotihuacan (de acordo com as descobertas arqueológicas)?
  • Qual o comprimento da seção reconstruída da Calçada dos Mortos?
  • Quão larga é a secção escavada da Calçada dos Mortos?
  • Qual a altura Pirâmide da Lua atualmente?
  • Qual a altura Pirâmide do Sol atualmente?
  • Qual é o volume aproximado da Pirâmide do Sol?
  • Como se chama a rocha vulcânica vermelha que é extraída de minas nos arredores de Teotihuacan?
  • De que cor é a rocha tezontle que se utilizava em algumas construções de Teotihuacan?
  • Qual é a representação mais frequente de Quetzalcóatl?
  • Qual destes edifícios se encontrava na Cidadela de Teotihuacan?
  • Qual o significado de Teotihuacan no idioma nauatle?
  • Qual é, aproximadamente, o comprimento das arestas da base da Pirâmide do Sol?
  • É verdade que na primeira metade do primeiro milênio Teotihuacan era a maior e mais populosa cidade das Américas?
  • Qual destas afirmações é verdadeira em relação a Teotihuacan?
  • Que deus maia é semelhante ao Quetzalcoatl da mitologia asteca?
  • Em honra de que deidade foi construída a Pirâmide da Lua?
  • Qual era, aproximadamente, a orientação da Calçada do Mortos?

Cenas

"Cidade dos Deuses"

  • Calçada dos Mortos
  • Pirâmide da Lua
  • Pirâmide do Sol
  • Mercado
  • Pirâmide da Serpente Emplumada
  • Cidadela

“A cidade dos Deuses”

Teotihuacan situava-se na América Central, onde atualmente é o México. O nome Teotihuacan foi atribuído pelos astecas após a queda da cidade e supõe-se que significa “lugar onde os deuses foram feitos”. Esta cidade, de culturas variadas, foi uma das maiores e mais populosas da América pré-colombiana. Em seu auge, na primeira metade do primeiro milênio d.C., Teotihuacan tinha uma área entre 20 e 30 km² e uma população que deve ter variado entre 150 a 250 mil habitantes.

Nos séculos V e VI a cidade entrou em decadência. Além de ataques externos, os problemas internos também teriam contribuído para a sua queda. A outrora próspera capital foi rapidamente abandonada pelos deuses e seus habitantes.

As escavações arqueológicas começaram no século XIX e as construções, que se encontravam em péssimas condições, foram reforçadas. Hoje em dia, milhões de turistas passeiam pela Calçada dos Mortos, observando extasiados as pirâmides e outros monumentos. A antiga cidade de Teotihuacan foi declarada patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1987.

Pirâmide da Lua

Pirâmide da Lua

Esta construção, que em nauatle se chama Tenan ("pedra mãe" ou "pedra protetora"), é a segunda maior pirâmide de Teotihuacan. Foi posteriormente batizada pelos Astecas de Pirâmide da Lua.

A sua altura original passava dos 40 metros. Foi provavelmente construída no século III d.C., mas está assentada sobre uma estrutura-base que é mais antiga do que a Pirâmide do Sol. Acredita-se que a pirâmide tenha sido construída em homenagem à Grande Deusa, divindade protetora de Teotihuacan, para se realizar cerimônias e a ela se oferecer sacrifícios.

A Grande Deusa era possivelmente a deusa do submundo, da escuridão, da terra, da água, da guerra e da criação. Ela é comumente representada usando um cocar de pássaros. Aparece geralmente acompanhada de um jaguar, de um mocho e de aranhas.

É também referida como a mulher aranha de Teotihuacan, visto que há vários murais na cidade que a mostram com aranhas penduradas em suas roupas, braços ou simplesmente em torno dela.

Uma escada levava do santuário construído no alto da Pirâmide da Lua até a praça localizada em frente ao monumento, onde se erguiam pequenos palácios, templos e plataformas. Este é o limite norte da Calçada dos Mortos.

Pirâmide do Sol

Pirâmide do Sol

O nome Pirâmide do Sol também provém dos Astecas. É a maior estrutura da antiga cidade de Teotihuacan. A sua construção foi concluída por volta do ano 200 d.C. Sua altura original passava dos 70 metros, mas atualmente mede somente cerca de 66 metros. As arestas da base medem entre 220 e 230 metros. O volume da pirâmide original era de aproximadamente 1,2 milhões de m³.

A parte exterior da pirâmide era coberta de rocha tezontle, uma rocha vulcânica que possui uma cor vermelha característica. Na parte superior havia um santuário que já desapareceu, sendo por isso impossível saber a qual deus era dedicado.

A Pirâmide do Sol, em frente à qual foram construídos também pequenos templos, erguia-se ao lado da Calçada dos Mortos e estava cercada por plataformas em três lados. Os arqueólogos descobriram também uma gruta debaixo da pirâmide. Contrariamente ao que se acreditava, escavações mais recentes mostraram que estas galerias e câmaras não são naturais, mas artificiais. As câmaras serviam, provavelmente, de túmulos.

Cidadela

  • Plataforma
  • Pirâmide da Serpente Emplumada

“Cidadela”

O Templo da Serpente Emplumada é o terceiro maior edifício da cidade antiga de Teotihuacan e fica localizado no extremo sul da Calçada dos Mortos, dentro do edificio apelidado pelos conquistadores espanhóis de Cidadela. O templo tem cerca de 65 metros de largura e uma altura aproximada de 20 metros.

A Cidadela, por sua vez, situa-se no centro de Teotihuacan, perto do ponto de encontro das duas rotas principais, a Calçada dos Mortos e a Avenida Leste-Oeste. É possível que nesta área de formato quadrangular coubesse toda a população da cidade. Era ali que se realizavam cerimônias e rituais, servindo também como centro religioso e administrativo de Teotihuacan. Isto ficou demonstrado pela descoberta de túmulos da elite governante em tuneis debaixo dos templos.

A Pirâmide da Serpente Emplumada fica na parte traseira da Cidadela. Seu processo de construção teve uma única fase e foi concluído em princípios do século III d.C. Os seus lados eram decorados com magníficas obras de arte, incluindo representações da cabeça da Serpente Emplumada (conhecida como Quetzalcóatl pelos Astecas). Existe uma plataforma localizada na fachada do Templo, conhecida como a plataforma Adosada.

É interessante assinalar que a localização dos três edifícios principais de Teotihuacan, em relação uns aos outros, coincide com a das três grandes pirâmides de Gizé (no Egito), mimetizando a disposição das três estrelas do cinturão de Orion.

Calçada dos Mortos

Calçada dos Mortos

A Calçada dos Mortos (em nauatle, Miccaotli) era uma das principais avenidas de Teotihuacan. Localizada no centro da antiga cidade, tem aproximadamente 40 metros de largura e 2,5 km de comprimento. No entanto, o seu tamanho original pode ter sido o dobro.

A Cidadela estava localizada na extremidade sul, enquanto a Pirâmide da Lua situava-se na extremidade norte da calcada. As casas da elite e os numerosos templos menores estavam dispostas simetricamente ao longo dos dois lados da avenida. Até mesmo as escadas da Pirâmide do Sol, o maior edifício da cidade, conduziam à Calçada dos Mortos.

O nome mórbido da calcada foi atribuído pelos Astecas, que pensavam que os templos ao longo da avenida eram túmulos. Vale acrescentar que uma das extremidades da avenida aponta para a direção no céu onde o aglomerado estelar das Plêiades se põe.

Serpente Emplumada

Serpente Emplumada

A divindade Serpente Emplumada esteva presente em várias culturas mesoamericanas. Os Astecas chamavam-lhe Quetzalcóatl, enquanto os maias, Kukulkán. A origem desta deidade poderá remontar à cidade de Teotihuacan, por volta do final do século I a.C ou início do século I d.C.

Alguns investigadores relacionam a figura da Serpente Emplumada com uma pessoa real, um líder ou sacerdote. A divindade caracterizava-se pela dualidade da sua natureza: as suas plumas simbolizam uma natureza divina e a possibilidade de chegar ao céu, enquanto a sua figura de serpente representa a natureza humana e a vida na Terra.

A Serpente Emplumada era uma das figuras centrais do panteão de Teotihuacan. Ela foi dotada com as qualidades de vários deuses. Estava associada ao vento, ao planeta Vênus, ao amanhecer, entre outros elementos. Era o deus protetor de sacerdotes, dos comerciantes, da aprendizagem e do conhecimento.

De acordo com a mitologia, ele criou a humanidade a partir dos ossos das gerações anteriores, e deu ao povo de Teotihuacan a ciência, a ética, as leis e a escrita. Como o próprio nome sugere, era comumente representado com a forma de uma serpente de boca enorme, dentes encurvados para dentro, corpo emplumado e cauda de cascavel (ainda que por vezes fosse retratada apenas a cabeça envolta em penas). Em outras representações, aparece como um guerreiro.

Animação

  • Calçada dos Mortos
  • Pirâmide da Lua
  • Pirâmide do Sol
  • Mercado
  • Pirâmide da Serpente Emplumada
  • Cidadela
  • Plataforma
  • Pirâmide da Serpente Emplumada

Narração

Teotihuacan situava-se na América Central, onde atualmente é o México. O nome desta cidade de cultura variada foi dado pelos Astecas e significava “lugar onde os deuses foram feitos” ou simplesmente “cidade dos deuses”. Foi um dos maiores e mais populosos povoamentos da América pré-colombiana, atingindo o seu auge no início do primeiro milênio.

A Calçada dos Mortos era a avenida central de Teotihuacan. A Cidadela localizava-se no extremo sul, enquanto a Pirâmide da Lua ficava na extremidade norte.

A Pirâmide da Lua, a segunda maior edificação da cidade, foi possivelmente construída em honra da Grande Deusa, protetora de Teotihuacan.

A maior construção de Teotihuacan, a Pirâmide do Sol, está localizada logo ao lado. A estrutura era provavelmente revestida com tezontle, uma rocha vulcânica que dava à construção uma intensa cor vermelha.

O Templo da Serpente Emplumada é o terceiro maior edifício da cidade antiga de Teotihuacan. Ficava localizada no extremo sul da Calçada dos Mortos, no interior da área apelidada pelos espanhóis de "Cidadela". É interessante assinalar que a localização desses três edifícios, uns em relação aos outros, coincide com a das três grandes pirâmides de Gizé no Egito e seguem a disposição das três estrelas do cinturão de Orion.

Itens relacionados

Tenochtitlán (século XV)

A magnificiência do Império Asteca surpreendeu até os conquistadores espanhóis.

Chichén Itzá (século XII)

A lendária cidade do império maia-tolteca ficava situada no território onde atualmente é o México.

Governante asteca (século XV)

O Império Asteca foi um estado militarista e despótico.

Guerreiros astecas (século XV)

Apesar do aspecto amedrontador, os guerreiros astecas não conseguiram deter os conquistadores espanhóis devido a inferioridade de suas armas.

Machu Picchu (século XV)

Situada no atual Peru, a antiga cidade inca é Patrimônio Mundial.

A Cidade Proibida (Pequim, século XVII)

A Cidade Proibida é um dos monumentos mais magníficos e enigmáticos da China imperial.

Axolote

O axolote, também conhecido como salamandra mexicana, é um anfíbio que conserva as suas guelras durante toda a vida.

Colonização das Américas (até 1763)

Vários países europeus embarcaram na conquista do Novo Mundo, encontrando na América um continente diverso.

Conquistador (século XVI)

Os conquistadores espanhóis devem seu sucesso à armadura e as armas de fogo.

Descobrimentos (séculos XV-XVII)

Os Descobrimentos no ínicio da Idade Moderna não só redesenharam o mapa mundi, como também tiveram inúmeros outros impactos.

Formas de governo e idiomas nacionais dos países

Esta animação mostra as formas de governo e línguas oficiais das nações contemporâneas.

Guerreiro inca (século XV)

As armas rudimentares dos Incas mostraram-se ineficazes na luta contra os conquistadores espanhóis.

Impérios modernos

Vários impérios se ergueram e desapareceram ao longo da história.

Os países da América

Esta cena ajuda conhecermos os países da América, suas capitais e suas bandeiras.

Santa Maria (Século XV)

A carraca de três mastros chamada Santa Maria foi a capitânia da viagem marcante de Cristóvão Colombo.

Símbolos e atrações do mundo

Um jogo acerca dos símbolos e atrações um pouco por todo o mundo.

A cidade de Babilônia (século VI a.C.)

A antiga cidade de Babilônia foi construída nas margens do rio Eufrates, na Mesopotâmia.

Cidade de Ur (3º milênio a.C.)

A cidade situada perto do rio Eufrates foi um centro importante na antiga Suméria.

Pirâmide de Djoser (Sacará, Egito, século XXVII a.C.)

Esta pirâmide de degraus, construída no século XXVII a.C., foi a primeira pirâmide egípcia.

Pirâmides de Gizé (3º milênio a.C.)

A Necrópole de Gizé é a única das maravilhas antigas ainda intacta.

Zigurate de Ur (3º milênio a.C.)

Os zigurates eram típicas pirâmides com terraços, usadas como templos na Mesopotâmia antiga.

Added to your cart.