Táticas romanas de infantaria

Táticas romanas de infantaria

As antigas Legiões Romanas eram mestres em táticas militares.

História

Palavras-chave

infantaria, tática militar, combate, tática, guerra, táticas militares, exército, legião, batalha, cavalaria, formação tartaruga, manobras militares, falange, coluna militar, Római Birodalom, armamento, soldado, legionário, cerco, ataque, treinamento, manobra, Antiguidade, Romano, formação quadrangular

Itens relacionados

Cenas

Coluna militar

‘Repelir a cavalaria' (Repellere equites)

Formação em cunha (Cuneum formate)

Formação circular (Orbem formate)

Formação 'tartaruga' (Testudinem formate)

Formação quadrangular (Agmen formate)

Animação

Narração

O já bem-sucedido exército da Roma antiga tornou-se ainda mais poderoso após as reformas marianas. Entre os elementos mais importantes destas reformas, destacam-se a padronização das armas e o estabelecimento de treino regular. Através da reforma das suas unidades militares, ou coortes, as legiões tornaram-se mais dinâmicas.

Os gregos antigos e os macedônios provaram que uma unidade constituída por soldados que se conheciam era mais efetiva e precisa, podendo alterar o curso de uma batalha.

A falange pode ter servido de inspiração e exemplo para as legiões e suas unidades. Os romanos tornaram-se mestres na utilização de formações militares através do treino. O seu repertório era vasto. Quando necessário, eram capazes de reconstituir as suas fileiras em batalha com flexibilidade, rapidez e disciplina.

Quando uma legião era mobilizada para um local qualquer, ela precisava marchar por longas distâncias até chegar ao seu destino. Quando chegavam, aproximavam-se dos campos de batalha em múltiplas colunas, aumentando assim a sua manobrabilidade.

Um ataque da cavalaria inimiga representava uma ameaça séria para a infantaria. No entanto, eles desenvolveram uma formação que proporcionava defesa efetiva contra este tipo de ataque. Os soldados cerravam fileiras, criando uma formação em quadrado coberta por escudos em todos os lados. Ao colocar as suas lanças entre os escudos, criavam uma formação parecida com uma almofada de alfinetes.

Para atacar, a infantaria romana usava uma formação em cunha. Com este método conseguiam quebrar as linhas da frente dos seus inimigos com relativa facilidade. O mais importante, entretanto, era que a forma coesa e de aproximação rápida constituía uma imagem aterradora para os inimigos.

A formação circular era usada quando estavam cercados ou quando se encontravam em inferioridade numérica.

A formação em tartaruga era uma estratégia de defesa de extraordinária eficácia contra ataques de inimigos, sendo usada não só em batalha mas também durante cercos. Esta formação não era usada em combate de proximidade, pois diminuía a capacidade de manobra.

A formação em quadrado era efetiva para repelir ataques frontais de cavalaria, mas também era usada em batalha para quebrar as linhas inimigas.

Itens relacionados

Soldado romano (século I a. C.)

Os mercenários do Império Romano eram muito bem treinados e equipados.

Acampamento militar da Roma Antiga

Com a expansão do Império Romano, acampamentos militares foram estabelecidos nos territórios recém-conquistados.

A batalha dos Campos Cataláunicos (451)

O exército romano, liderado por Flávio Aécio, parou a invasão dos hunos liderada pelo rei Átila

Alésia (França, século I a.C.)

A cidade gaulesa de Alésia, defendida por Vercingetorix, foi cercada pelas forças romanas de Júlio César, em 52 a.C.

As províncias e cidades da Roma Antiga

Esta animação apresenta a história da Roma Antiga através dos séculos

Batalha de Alésia (52 a.C.)

A cidade gaulesa de Alésia, defendida por Vercingétorix, foi cercada pelas forças romanas de Júlio César em 52 a.C.

Estrada e aqueduto romanos

A rede de estradas e aquedutos do Império Romano reflete bem o alto nível de desenvolvimento da civilização romana.

Gladiadores romanos (século II)

Os gladiadores entretinham o público combatendo outros gladiadores ou animais selvagens nas arenas da Roma Antiga.

Grandes Impérios da Antiguidade

Vários impérios se ergueram e desapareceram ao longo da história.

Guerreiro germânico (século IV)

As invasões dos terríveis guerreiros germânicos, vindos do norte da Europa em direção ao sul, ameaçavam o Império Romano.

Falange militar da Grécia e da Macedônia

A falange foi uma formação militar de infantaria pesada da Grécia Antiga.

Added to your cart.