Pequeno morcego-de-ferradura

Pequeno morcego-de-ferradura

Os morcegos usam o ultrassom para se orientarem e caçarem as suas presas.

Biologia

Palavras-chave

morcego, morcego-de-ferradura, mamífero, ultrassom, hibernação, ecolocalização, homologia, Doppler, habitante de caverna, caverna, orientação, onda, som, comprimento de onda, freqüência, noturno, predador, animal, vertebrado, biologia

Itens relacionados

Cenas

Pequeno
morcego-de-ferradura

Ecolocalização

  • presa aproximando-se
  • presa sobrevoando
  • presa afastando-se
  • som refletido mais agudo - Devido ao efeito de Doppler, a frequência das ondas sonoras refletidas da presa que se aproxima é maior que a frequência original. Tal é usado pelo morcego para determinar a velocidade relativa da presa.
  • som refletido inalterado
  • som refletido mais grave - Devido ao efeito de Doppler, a frequência das ondas sonoras refletidas da presa que se afasta é menor que a frequência original. Tal é usado pelo morcego para determinar a velocidade relativa da presa.

Hibernação

Anatomia

  • comprimento: 3,5-4,5 cm
  • envergadura de asa: 20-25 cm
  • asa - Película de pele que se estende entre as patas dianteiras, as traseiras e a cauda. O pequeno morcego-de-ferradura cobre-se com as asas enquanto dorme.
  • orelhas grandes - São responsáveis por captar o ultrassom refletido, pelo que são fundamentais para a caça e orientação.

Homologia de
asas e braços humanos

  • braço humano
  • pata dianteira do morcego
  • úmero
  • ossos do antebraço - A ulna está ao lado do polegar e o rádio ao lado do dedo mínimo.
  • carpo
  • metacarpo
  • ossos dos dedos

Animação

  • ultrassom
  • ultrassom refletido
  • presa aproximando-se
  • presa sobrevoando
  • presa afastando-se
  • som refletido mais agudo - Devido ao efeito de Doppler, a frequência das ondas sonoras refletidas da presa que se aproxima é maior que a frequência original. Tal é usado pelo morcego para determinar a velocidade relativa da presa.
  • som refletido inalterado
  • som refletido mais grave - Devido ao efeito de Doppler, a frequência das ondas sonoras refletidas da presa que se afasta é menor que a frequência original. Tal é usado pelo morcego para determinar a velocidade relativa da presa.
  • braço humano
  • pata dianteira do morcego
  • úmero
  • ossos do antebraço - A ulna está ao lado do polegar e o rádio ao lado do dedo mínimo.
  • carpo
  • metacarpo
  • ossos dos dedos

Narração

Os morcegos são mamíferos que conseguem voar graças à película de pele que se estende entre as patas dianteiras, as patas traseiras e a cauda. Embora desempenhem papéis diferentes, o braço humano e a pata dianteira do morcego têm uma origem evolutiva comum, sendo assim chamadas estruturas homólogas.

Uma origem evolutiva comum pode igualmente ser observada na estrutura óssea. Os membros de ambos possuem úmero, carpo, metacarpo e igual número de falanges. Durante a evolução, o metacarpo e os ossos dos dedos do morcego alongaram-se, tendo hoje a função de suportar a membrana da pele.

Ativos durante a noite, os morcegos capturam insetos e outras presas utilizando ondas de ultrassom. Eles recorrem ao eco para determinar a localização exata da presa, medindo o tempo de resposta entre a emissão sonora e o retorno do som. Os morcegos são também capazes de perceber a direção do movimento, recorrendo ao efeito de Doppler. Este efeito pode ser sentido quando um carro passa por nós a grande velocidade. Ao aproximar-se o som do veículo é agudo, ficando mais grave ao afastar-se.

Assim, o som de um objeto em aproximação tem frequência mais alta do que a de um objeto que se afasta. Por este motivo, quando a presa se aproxima do morcego o eco recebido é mais agudo. Já quando se afasta o eco é, naturalmente, mais grave que o som emitido.

Os morcegos conseguem também detectar e localizar obstáculos com grande precisão, recorrendo à orientação ultrassônica. Por isso é bastante improvável que um morcego se coloque no nosso caminho, se mantivermos a calma e não nos assustarmos.

Itens relacionados

Golfinho nariz-de-garrafa

O golfinho nariz-de-garrafa é um mamífero marítimo que usa o ultrassom para se orientar.

Como funciona o sonar?

Esta animação mostra como funciona um sonar.

Baleia azul

Esse mamífero marinho é o maior animal conhecido que já viveu na face da terra.

Características das ondas sonoras

Esta animação explica as características mais importantes das ondas através de ondas sonoras.

Efeito Doppler

É o fenômeno em que o som de uma fonte sonora que se aproxima é maior do que o de uma fonte sonora que se afasta.

Quetzalcoatlus, o pterossauro gigante

O Quetzalcoatlus foi um dos maiores animais voadores já conhecidos.

Tipos de ondas

As ondas desempenham papel importante em muitas áreas da nossa vida.

Toupeira europeia

As toupeiras são pequenos mamíferos subterrâneos com membros dianteiros modificados, em forma de pás.

Cão doméstico

O cão é uma subespécie domesticada do lobo.

Esquilo terrestre europeu

Roedores subterrâneos, que vivem por toda a Europa Central e Oriental.

Lontra europeia

As lontras são mamíferos predadores semi-aquáticos.

Veado-vermelho

Os veados-vermelhos são artiodáctilos da família dos ruminantes. Os machos possuem galhadura impressionante.

Ornitorrinco

Mamífero com características típicas dos répteis: Ele põe ovos e possui uma cloaca.

TGV POS

O trem opera entre Paris e o sul da Alemanha, a uma velocidade de cruzeiro de 320 km/h.

Added to your cart.