O ciclo de vida do Sistema Solar

O ciclo de vida do Sistema Solar

O Sol e os planetas formaram-se há 4.500 Bilhões de anos, após o colapso gravitacional de uma nuvem de poeira.

Geografia

Palavras-chave

Sistema Solar, Sol, proto-Sol, protoplaneta, planeta, estrela, estrelas, Terra, proto-Terra, formação da Terra, planeta rochoso, planeta gasoso, planeta exterior, planetas interiores, gigante vermelha, anã branca, futuro, união, hidrogénio, Hélio, nuvem molecular, nebulosa, formação estelar, astronomia, geografia, física

Itens relacionados

Cenas

Nuvem de poeira

Início do colapso gravitacional há 4.500 bilhões de anos

Formação da protoestrela

Protoplanetas

Sistema Solar formado

Animação

  • gigante vermelha - Quando o Sol esgotar todas as reservas de hidrogénio do seu núcleo, terá início a fusão nuclear nas suas camadas exteriores. Como resultado, o Sol irá aumentar 256 vezes o seu tamanho atual.
  • nebulosa planetária - No estado final da evolução estelar, as camadas exteriores do Sol irão separar-se do núcleo, formando uma enorme casca ao redor do Sol composta por gás e poeira.
  • anã branca - O Sol irá tornar-se um astro especialmente pesado: o seu tamanho não será maior do que o da Terra (atualmente o diâmetro do Sol é 109 vezes maior do que o da Terra) mas a sua massa será quase metade da sua massa atual.
  • em 5 bilhões de anos
  • em 7,6 bilhões de anos
  • em 7,9 bilhões de anos
  • em 8 bilhões de anos

O futuro do Sistema Solar

  • gigante vermelha - Quando o Sol esgotar todas as reservas de hidrogénio do seu núcleo, terá início a fusão nuclear nas suas camadas exteriores. Como resultado, o Sol irá aumentar 256 vezes o seu tamanho atual.
  • nebulosa planetária - No estado final da evolução estelar, as camadas exteriores do Sol irão separar-se do núcleo, formando uma enorme casca ao redor do Sol composta por gás e poeira.
  • anã branca - O Sol irá tornar-se um astro especialmente pesado: o seu tamanho não será maior do que o da Terra (atualmente o diâmetro do Sol é 109 vezes maior do que o da Terra) mas a sua massa será quase metade da sua massa atual.
  • em 5 bilhões de anos
  • em 7,6 bilhões de anos
  • em 7,9 bilhões de anos
  • em 8 bilhões de anos

Narração

O nosso sistema solar formou-se há cerca de 4.500 bilhões de anos atrás, a partir de uma nuvem de poeira fina.

As partículas de poeira juntaram-se umas às outras, formando pequenos aglomerados, mais ou menos como as bolas de poeira que encontramos debaixo da cama.

Estas formações foram crescendo aos poucos, até originar uma nuvem em forma de disco. No centro desta nuvem, a matéria ficou mais espessa e a temperatura, mais elevada. Assim, nasceu o antecessor do Sol atual. Uma vez atingido o tamanho de cem metros, estas bolas começaram a se chocar cada vez com maior frequência.

Devido aos choques constantes, o seu tamanho foi crescendo continuamente, resultando na formação dos planetas. Como a energia cinética foi convertida em energia térmica durante os impactos, as unidades em colisão se fundiram. Assim, os metais pesados se acumularam no núcleo dos planetas, enquanto os silicatos de baixa densidade se incorporaram no manto dos planetas. Com o esfriamento gradual, a crosta terrestre solidificou, tendo o núcleo se mantido líquido. Assim se formaram os planetas interiores. Os planetas exteriores formaram-se de outra forma, devido a temperaturas extremamente baixas. As partículas de gelo juntaram-se umas às outras, atraindo hidrogénio, hélio e outros gases.

Após o seu nascimento, os planetas do Sistema Solar sofreram inúmeros impactos, os quais alteraram a sua velocidade rotacional e a direção do seu eixo de rotação. Foi durante uma dessas colisões que a Lua se separou da Terra, há cerca de 4 bilhões de anos.

Daqui a 5 bilhões de anos, o Sol irá entrar na seguinte fase da evolução estelar. Quando a fusão nuclear do hidrogénio em seu núcleo parar, o nucleo irá diminuir, enquanto as camadas exteriores irão aumentar, e o Sol irá tornar-se uma gigante vermelha.

Daqui a 7,9 bilhões de anos, o Sol irá alcançar o seu tamanho máximo durante a fase de gigante vermelha, ou seja, 256 vezes o seu tamanho atual. Depois de engolir Mercúrio e Vénus, o Sol irá provavelmente engolir também a Terra.

Então, as camadas exteriores do Sol irão separar-se gradualmente do seu núcleo, formando uma nebulosa planetária. O próprio núcleo irá diminuir ainda mais e se converterá em uma anã branca. Nesta fase, o Sol irá irradiar o seu calor restante para o espaço. Na última fase da sua vida, quando o seu calor se esgotar quase por completo, o Sol irá tornar-se uma anã negra, escura e fria.

Itens relacionados

Nossa vizinhança astronômica

Uma apresentação dos planetas, estrelas e galáxias próximos.

O sistema solar; órbitas planetárias

As órbitas dos 8 planetas do nosso Sistema Solar são elípticas.

O Sol

O diâmetro do Sol é cerca de 109 vezes maior do que o da Terra. A maior parte de sua massa consiste em hidrogênio.

Planetas, dimensões

Os planetas interiores do sistema solar são planetas terrestres, enquanto os exteriores são gigantes gasosos.

Cometas

Os cometas são corpos celestes que orbitam o sol.

Tipos de estrelas

Esta animação mostra o processo de desenvolvimento das estrelas médias e gigantes.

Via Láctea

O diâmetro da nossa galáxia é de cerca de 100 mil anos-luz, contendo mais de 100 bilhões de estrelas, uma das quais é o nosso Sol.

Fases da Lua

Durante a sua órbita em torno da Terra, a visibilidade da sua parte iluminada muda constantemente.

Júpiter

Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar, com duas vezes e meia a massa de todos os outros planetas juntos.

Lua

A Lua é o único satélite da Terra.

Marte

Atualmente, cientistas procuram vestígios de água e vida em Marte.

Mercúrio

Mercúrio é o menor planeta do Sistema Solar e o mais próximo do Sol.

Netuno

No Sistema Solar, Neptuno é o planeta mais distante do Sol e o menor dos gigantes gasosos.

Saturno

Saturno é o segundo maior planeta do Sistema Solar, famoso por seus anéis.

Sistema Plutão-Caronte

Caronte é o maior satélite de Plutão.

Terra

A Terra é um planeta rochoso com uma crosta sólida e oxigênio em sua atmosfera.

Urano

O gigante gasoso Urano é o sétimo planeta contando a partir do Sol.

Vênus

Vênus é o segundo planeta a contar do Sol e o objeto mais brilhante no céu noturno depois da Lua.

Ônibus espacial

O ônibus espacial foi um veículo parcialmente reutilizável, criado e operado pela NASA para missões tripuladas.

A Missão Cassini-Huygens (1997-2017)

A sonda espacial Cassini explorou Saturno e as suas luas por cerca de 20 anos.

A missão Dawn

Estudar Ceres e Vesta nos ajudará a aprender mais sobre o início da história do Sistema Solar e como os planetas rochosos são formados.

A missão New Horizons

A sonda espacial New Horizons foi lançada em 2006, com o objetivo de estudar Plutão e o Cinturão de Kuiper.

Deriva continental na escala de tempo geológica

Ao longo da história da Terra, os continentes estão em constante movimento.

Eclipse lunar

Um eclipse lunar ocorre quando a Lua passa pelo cone de sombra da Terra.

EEI

A Estação Espacial Internacional é um satélite habitável, construído com a cooperação de 16 países.

Exploração de Marte

Sondas espaciais e veículos exploradores investigam a estrutura de Marte e procuram vestígios da existência de vida.

Sondas espaciais Voyager

As sondas espaciais Voyager foram os primeiros objectos feitos pelo homem a deixar o Sistema Solar. Recolhem dados sobre o espaço e levam informações sobre...

Sputnik 1 (1957)

O satélite de fabricação soviética foi a primeira nave espacial a ser lançada para o espaço (em Outubro de 1957).

Telescópio espacial Hubble

O telescópio espacial Hubble orbita fora da influência da atmosfera terrestre.

Viagem de Yuri Gagarin ao espaço (1961)

Yuri Gagarin foi o primeiro ser humano a viajar no espaço, em 12 de abril de 1961.

Eclipse solar

Quando o Sol, a Terra e a Lua estão dispostos em linha reta, a Lua pode parcialmente ou completamente esconder Sol.

Espiral cronológica

Coloca acontecimentos históricos na espiral cronológica.

Missão Apollo 15 (veículo lunar)

A animação mostra o veículo lunar de dois lugares utilizado na Missão Apollo 15.

Pouso na Lua: 20 de julho de 1969

Neil Armstrong, um dos tripulantes da Apollo 11, foi o primeiro homem a pisar na superfície da Lua.

Added to your cart.