Lua

A Lua é o único satélite da Terra.

Geografia

Palavras-chave

Lua, formação da Lua, satélite, Terra, Sistema Solar, órbita da Lua, plano orbital, astronomia, período orbital, física, superfície da Lua, fase da lua, geografia

Extras relacionados

Cenas

Órbita da Terra

Sendo o quinto maior planeta do sistema Solar, a Terra ocupa a terceira órbita contando a partir do Sol. É também o maior de todos os planetas terrestres em termos de diâmetro, massa e densidade. Além disso, é o único planeta conhecido no Universo onde observamos a existência de vida. De acordo com nosso entendimento atual, a Terra se formou há 4,57 bilhões de anos, e a vida apareceu em sua superfície após um bilhão de anos.

Ao mesmo tempo que gira em torno do Sol, a Terra roda sobre o seu próprio eixo cerca de 365,26 vezes, período ao qual damos o nome de ano. A velocidade orbital da Terra é de 30 km/s e a inclinação do seu eixo é de 23,5°.

Por disso, o ângulo de incidência da luz solar muda em um mesmo lugar ao longo de um ano, o que explica a mudança das estações do ano. O nosso planeta gira em torno de si mesmo uma vez a cada 24 horas. Devido à força centrífuga causada pela rotação, o planeta tem uma forma um pouco achatada.

Formada há cerca de 4,53 biliões de anos, a Lua é o único satélite natural da Terra. A gravidade da Lua é responsável pelas marés, mantendo o eixo de rotação da Terra num ângulo quase constante, diminuindo ligeiramente a rotação do planeta (a duração de um dia aumenta 0,002 segundos a cada 100 anos).

Órbita da lua

A Lua formou-se não muito tempo depois da formação dos planetas, em resultado da colisão do jovem planeta Terra com um outro planeta antigo sensivelmente do tamanho de Marte. Durante a colisão, uma grande quantidade de material foi expelida do manto da Terra, começando a orbitar em torno dela para depois formar um disco. O material do disco se reuniu numa forma esférica por ação da gravidade, formando assim a Lua. Nessa altura, ela estava 20 vezes mais próxima da Terra do que está hoje. O diâmetro da Lua é cerca de um quarto do da Terra, não deixando de ser uma lua bastante grande no sistema solar interno. Comparada com o seu planeta-mãe, a Lua é o maior satélite natural do sistema solar.

Ao mesmo tempo que orbitam em torno do Sol, a Terra e a Lua giram em torno do seu centro de massa comum, localizado sob a superfície da Terra. A Lua está em rotação sincrônica em torno da Terra: a sua rotação axial e período orbital são iguais, de forma que vemos sempre o seu mesmo lado. O seu período orbital é de 27,32 dias, enquanto o período de fases lunares (da lua cheia à próxima lua cheia) é de 29,53 dias.

A Lua tem um impacto muito importante sobre a Terra. Sem ela, muitas coisas teriam ocorrido de forma diferente. A Lua teve igualmente influência significativa na evolução.

As marés desempenharam o seu papel em trazer a vida da água para terra firme. O nosso satélite natural também estabilizou a inclinação axial da Terra, criando condições para que o clima permanecesse relativamente constante. O efeito das marés na Terra implica no desaceleramento da rotação do nosso planeta, aumentando assim gradualmente a duração dos dias. Há 400 milhões de anos, um ano tinha a duração de aproximadamente 400 dias, sendo que a duração de um dia era apenas de 21,8 horas. As marés altas causadas pela gravidade lunar têm também um efeito na própria Lua. Como resultado, a Lua está a distanciando-se lentamente da Terra. A sua órbita está a se expandindo 4 cm por ano.

Lua

Superfície

A Lua é o quinto maior satélite do Sistema Solar. Ela orbita a Terra a uma distância de 384.000 km. O seu diâmetro é equivalente a um quarto do diâmetro do nosso planeta e sua massa é apenas oitenta e uma vezes inferior. Portanto, a força de sua gravidade é menor.

A temperatura em sua superfície é de 130⁰ C durante o dia, mas, devido à forte radiação térmica, baixa bruscamente para -160⁰ C à noite.

A sua superfície é composta, principalmente, por rochas vulcânicas cobertas por uma camada de detritos. Na Lua, é possível encontrar bacias baixas e escuras, chamadas de mares, e planícies mais claras e altas.
As bacias, rodeadas por montanhas e crateras, foram formadas por impactos de meteoros gigantes. No entanto, a camada rochosa vulcânica e as crateras formadas por processos geológicos provam que no passado houve atividade vulcânica na Lua.

Até agora, a Lua é o único corpo celestial, além da Terra, onde o Homem conseguiu pisar. O presidente norte-americano John F. Kennedy anunciou no dia 25 de Maio em 1961 que dentro de uma década eles levariam um homem a Lua e o trariam de volta à Terra são e salvo.

A primeira missão humana a bordo da nave Apollo 11 aterrissou na Lua no dia 21 de Julho de 1969. Os primeiros a pisar nela foram Neil Armstrong e Buzz Aldrin. "Um pequeno passo para o homem, mas um grande passo para a humanidade". Estas foram as primeiras palavras de Armstrong após sair do módulo lunar.

Interior da Lua

Fases da Lua

Eclipse lunar

Narração

Sendo o quinto maior planeta do sistema Solar, a Terra ocupa a terceira órbita contando a partir do Sol. Ao mesmo tempo que gira em torno do Sol, a Terra roda sobre o seu próprio eixo cerca de 365,26 vezes, período ao qual damos o nome de ano. O nosso planeta gira em torno de si mesmo uma vez a cada 24 horas.

Formada há cerca de 4,53 biliões de anos, a Lua é o único satélite natural da Terra. A Lua formou-se não muito tempo depois da formação dos planetas, em resultado da colisão do jovem planeta Terra com um outro planeta antigo sensivelmente do tamanho de Marte. Durante a colisão, uma grande quantidade de material foi expelida do manto da Terra, começando a orbitar em torno dela para depois formar um disco. O material do disco se reuniu em uma forma esférica por ação da gravidade, formando assim a Lua. Nessa altura, ela estava 20 vezes mais próxima da Terra do que está hoje.

Ao mesmo tempo que orbitam em torno do Sol, a Terra e a Lua giram em torno do seu centro de massa comum, localizado sob a superfície da Terra. A Lua está em rotação sincrônica em torno da Terra: a sua rotação axial e período orbital são iguais, de forma que vemos sempre o seu mesmo lado. O seu período orbital é de 27,32 dias, enquanto o período de fases lunares (da lua cheia à próxima lua cheia) é de 29,53 dias.

A Lua tem um impacto muito importante sobre a Terra. Sem ela, muitas coisas teriam ocorrido de forma diferente. A Lua teve igualmente influência significativa na evolução: as marés desempenharam o seu papel em trazer a vida da água para terra firme. O nosso satélite natural também estabilizou a inclinação axial da Terra, criando condições para que o clima permanecesse relativamente constante. O efeito das marés na Terra implica no desaceleramento da rotação do nosso planeta, aumentando assim gradualmente a duração dos dias. Há 400 milhões de anos, um ano tinha a duração de aproximadamente 400 dias, sendo que a duração de um dia era apenas de 21,8 horas. As marés altas causadas pela gravidade lunar têm também um efeito na própria Lua. Como resultado, a Lua está a distanciando-se lentamente da Terra. A sua órbita está a se expandindo 4 cm por ano.

A Lua é o quinto maior satélite do Sistema Solar. Ela orbita a Terra a uma distância de 384.000 km. O seu diâmetro é equivalente a um quarto do diâmetro do nosso planeta e sua massa é apenas oitenta e uma vezes inferior. Portanto, a força de sua gravidade é menor. A temperatura em sua superfície é de 130⁰ C durante o dia, mas, devido à forte radiação térmica, baixa bruscamente para -160⁰ C à noite.

A sua superfície é composta, principalmente, por rochas vulcânicas cobertas por uma camada de detritos. Na Lua, é possível encontrar bacias baixas e escuras, chamadas de mares, e planícies mais claras e altas. As bacias, rodeadas por montanhas e crateras, foram formadas por impactos de meteoros gigantes. No entanto, a camada rochosa vulcânica e as crateras formadas por processos geológicos provam que no passado houve atividade vulcânica na Lua.

Até agora, a Lua é o único corpo celestial, além da Terra, onde o Homem conseguiu pisar.

A estrutura interna da Lua é parecida à da Terra, composta por uma crosta, um manto e um núcleo. A crosta sólida tem uma espessura que varia de 20 e 60 km e é constituída de rocha vulcânica. O manto superior é também sólido com uma camada parcialmente fundida por baixo. O manto tem uma espessura de 1.200 km. O núcleo externo tem entre 300 e 350 km de espessura e é composto por substâncias fundidas, enquanto o núcleo interno é sólido e tem um diâmetro de cerca de 150 km.

Extras relacionados

Estados e cidades dos E.U.A.

Esta animação mostra os estados e principais cidades dos E.U.A.

Tipos de estrelas

Esta animação mostra o processo de desenvolvimento das estrelas médias e gigantes.

Planetas no nosso quintal.

A lição ilustra o tamanho dos planetas no Sistema Solar e as enormes distâncias entre eles.

Formas de governo e idiomas nacionais dos países

Esta animação mostra as formas de governo e línguas oficiais das nações contemporâneas.

Fases da Lua

Durante a sua órbita em torno da Terra, a visibilidade da sua parte iluminada muda...

As divisões administrativas dos Países Baixos

Esta animação apresenta as províncias e as capitais provinciais dos Países Baixos.

O lugar mais solitário do mundo

Há um ponto no oceano aberto que fica a 2.688 km de distância da terra mais próxima.

O ciclo de vida do Sistema Solar

O Sol e os planetas formaram-se há 4.500 Bilhões de anos, após o colapso gravitacional de...

Added to your cart.