Junco

Junco

Um veleiro com um conjunto de velas característicos utilizados tanto para fins militares, como para comerciais.

História

Palavras-chave

junco, vela, veleiro, comércio, frota, barco, mastro, Extremo oriente, transporte, transporte de mercadorias, manobra, navio pirata

Itens relacionados

Cenas

Junco

De perto

Convés

Construção

  • leme
  • popa
  • mastro de mezena
  • velas
  • bandeira
  • mastro principal
  • ripas de bambu
  • gurupé
  • âncora
  • quilha
  • parapeito
  • molinete da âncora
  • canhão naval
  • roda do leme
  • escadaria
  • escada

Animação

  • leme
  • popa
  • mastro de mezena
  • velas
  • bandeira
  • mastro principal
  • ripas de bambu
  • gurupé
  • âncora
  • quilha
  • parapeito
  • molinete da âncora
  • canhão naval
  • roda do leme
  • escadaria
  • escada

Narração

Ainda hoje em uso, os juncos são uma das embarcações à vela mais antigas. São usados para navegar em águas do extremo oriente. O desenho destes navios quase não sofreu alterações desde o seu aparecimento. Ao longo da história, foram desenvolvidos vários tipos de juncos, a animação mostra um tipo de junco menor, conhecido como junco cantonês, usado principalmente em águas chinesas.

É composto por três mastros com as correspondentes velas, que são parecidas com as asas de pássaros. As velas são reforçadas com ripas de bambu. Uma importante característica destes navios é a fuselagem funda em seções.

Com uma capacidade de cerca de 300 toneladas, os juncos foram principalmente usados para fins comerciais, isto é, para o transporte de mercadorias. No entanto, devido à sua velocidade e manobrabilidade, os juncos foram também usados em comboios navais, numa versão modificada. Curiosamente, os piratas também gostavam de usar este tipo de navio, causando sérios problemas para os navios mercantes europeus.

Itens relacionados

A Cidade Proibida (Pequim, século XVII)

A Cidade Proibida é um dos monumentos mais magníficos e enigmáticos da China imperial.

Casa Chinesa

Uma tradicional siheyuan é um complexo de edifícios que é rodeada por um pátio retangular.

Catamarã polinésio

Os polinésios percorriam grandes distâncias nas suas embarcações especiais.

Dracar viking (século X)

Os vikings foram excelentes marinheiros e construtores navais, e fizeram grandes distâncias em mares e rios.

Imperador chinês medieval

O Imperador do vasto império do Extremo Oriente era senhor da vida e da morte.

Instrumentos antigos de navegação

Vários instrumentos foram inventados durante os séculos passados para ajudar na navegação em alto mar.

Muralha da China

Uma série de fortificações construídas para impedir invasões de grupos nômades vindos do norte.

Namdaemun (Seul, Coreia do Sul, século XV)

Considerado o tesouro nacional mais importante da Coreia do Sul, o Namdaemun foi uma das maiores e principais portas das muralhas medievais de Seul.

Navio de guerra inglês (século XVIII)

Nos séculos XVII, XVIII e XIX, os navios à vela ingleses estavam entre os melhores do mundo.

Pagode de Liuhe (Hangzhou, século XII)

O pagode budista das seis harmonias está localizado na China, ao pé do rio Qiantang.

Pérola

Certos moluscos produzem pérolas para se proteger contra parasitas ou detritos. As pérolas são utilizadas na criação de joalharia.

Petroleiro

Os petroleiros apareceram no fim do século XIX e hoje pertencem ao grupo dos navios de maior porte.

Santa Maria (Século XV)

A carraca de três mastros chamada Santa Maria foi a capitânia da viagem marcante de Cristóvão Colombo.

Soldado chinês medieval

O equipamento dos antigos soldados chineses era bastante rudimentar.

Torii (portão) do Santuário de Itsukushima

O torii é um portão tradicional japonês, construído à entrada de santuários.

Added to your cart.