Descobrimentos (séculos XV-XVII)

Descobrimentos (séculos XV-XVII)

Os Descobrimentos no ínicio da Idade Moderna não só redesenharam o mapa mundi, como também tiveram inúmeros outros impactos.

História

Palavras-chave

descoberta, Cristóvão Colombo, Bartolomeu Dias, Vasco da Gama, Américo Vespúcio, Fernão de Magalhães, Jacques Cartier, Willem Barents, Abel Tasman, Francis Drake, Henry Hudson, Terra, Novo Mundo, bússola, astrolábio, navegação, barco, Oceano Pacífico, Boa Esperança, passagem do noroeste, região polar, costa, América, Índia, África, Tasmânia, Nova Zelândia, Austrália, português, espanhol, italiano

Itens relacionados

Cenas

Terra

  • África
  • América do Norte
  • América do Sul
  • Austrália
  • Oceano Atlântico
  • Oceano Índico
  • Oceano Pacífico
  • Europa
  • Ásia
  • Antártida
  • Oceano Antártico
  • Oceano Ártico

Bartolomeu Dias

  • África
  • Portugal
  • Índia
  • Oceano Atlântico
  • Cabo da Boa Esperança

Cristóvão Colombo

  • América Central
  • Índia
  • Espanha
  • Oceano Atlântico
  • Bahamas

Vasco da Gama

  • África
  • Portugal
  • Índia
  • Oceano Atlântico
  • Oceano Índico

Américo Vespúcio

  • América Central
  • América do Sul
  • Oceano Atlântico

Fernão de Magalhães

  • África
  • América do Sul
  • Espanha
  • Oceano Atlântico
  • Oceano Índico
  • Oceano Pacífico
  • Filipinas
  • Estreito de Magalhães

Jacques Cartier

  • América do Norte
  • França
  • Canadá
  • Oceano Atlântico

Francis Drake

  • África
  • América do Norte
  • América Central
  • América do Sul
  • Inglaterra
  • Oceano Atlântico
  • Oceano Índico
  • Oceano Pacífico

Willem Barents

  • Holanda
  • Mar de Barents

Henry Hudson

  • América do Norte
  • Canadá
  • Inglaterra
  • Oceano Atlântico
  • Baía de Hudson

Abel Tasman

  • Austrália
  • Tasmânia
  • Nova Zelândia
  • Oceano Índico
  • Oceano Pacífico

Animação

Narração

O explorador português Bartolomeu Dias começou a sua jornada em 1487, a mando do rei de Portugal. O objetivo dessa expedição era descobrir a passagem para o Oceano Índico e chegar à ponta sul da África. A expedição foi completada com sucesso nesse mesmo ano, com o explorador tendo atravessado o Cabo da Boa Esperança, o qual, nessa época, era considerado o ponto de encontro dos dois oceanos.

O explorador italiano Cristóvão Colombo começou a sua viagem em 1492, patrocinado pelo rei da Espanha. O seu objetivo era chegar à Índia navegando pelo ocidente. Apesar da expedição não ter tido o resultado esperado, ainda assim foi de grande importância por ter chegado ao continente americano, até então desconhecido dos europeus.

O explorador português Vasco da Gama iniciou a sua viagem para a Índia em 1497. Capitalizando as descobertas das décadas anteriores, procurou alcançar a Índia contornando a África. Um ano mais tarde, em 1498, o explorador conseguiu o seu objetivo. Desse modo, transformou em realidade o sonho do Infante Dom Henrique, o Navegador.

Por volta de 1500, o explorador italiano Américo Vespúcio fez várias expedições ao continente que tinha sido descoberto por Colombo. O seu objetivo era o de cartografar as linhas costeiras do Novo Mundo. Vespúcio foi o primeiro a afirmar que o território recentemente descoberto era um novo continente, de tal forma que este recebeu o seu nome e não o de Colombo.

A frota do explorador português Fernando Magalhães iniciou a sua lendária viagem em 1517, na esperança de descobrir uma passagem através ou à volta da América, para alcançar as ilhas das especiarias navegando para ocidente. A expedição foi um sucesso, e a frota foi a primeira a navegar do Atlântico para o Pacífico através do estreito que hoje leva o seu nome. Apesar de o capitão ter perdido a vida nas Filipinas, um dos seus navios conseguiu regressar à Europa em 1522. A tripulação deste navio foi a primeira a circunavegar o Globo.

Jacques Cartier, explorador francês, realizou, a partir 1524, várias expedições pela América do Norte, especialmente no território que hoje é o Canadá. Tinha como objetivo descobrir a lendária Passagem Noroeste, entre o Atlântico e o Pacífico. Os sucessos das suas viagens incluíram a cartografia da região à volta do Rio de São Lourenço e a fundação da primeira colônia francesa no continente americano.

O explorador inglês Francis Drake foi um pirata às ordens da Rainha Isabel I da Inglaterra, por quem foi ordenado cavaleiro. A sua fama não advém apenas dos seus sucessos contra os espanhóis, mas também das suas expedições por mar. Em 1577, zarpou da Inglaterra com intenção de pilhar navios espanhóis. No entanto, não parou por aí. Atravessou o Atlântico e após cartografar as costas que por onde passou, navegou à volta da América do Sul e chegou até à costa oeste da América do Norte. Atravessou o Pacífico e mais tarde o Oceano Índico. Em 1580, após navegar à volta de África e alcançar o Cabo da Boa Esperança, regressou a Inglaterra. O explorador tornou-se assim o primeiro capitão a circunavegar o planeta, e o seu navio o segundo a completar esta viagem.

O navegador holandês Willem Barents realizou três expedições, entre 1594 e 1597, com o objetivo de descobrir a Passagem Nordeste para o sudeste asiático, a partir da costa norte da Sibéria. A sua missão não foi bem-sucedida. No entanto, contribuiu para o avanço da cartografia ao mapear as linhas costeiras e ilhas da região polar.

O navegador inglês Henry Hudson explorou, em várias ocasiões, as águas do Ártico na esperança de descobrir a Passagem do Noroeste. Durante as suas viagens, cartografou a costa norte do continente americano e descobriu o rio e a baía que mais tarde receberam o seu nome. No início, Hudson acreditava ter descoberto a lendária passagem e alcançado o Oceano Pacífico, mas logo percebeu que tinha navegado para aquela que mais tarde foi chamada de Baía de Hudson.

O explorador holandês Abel Tasman levou a cabo várias expedições, nos oceanos Índico e Pacífico, para cartografar as ilhas. O explorador é famoso por ter feito inúmeras descobertas entre 1642 e 1644. Foi o primeiro europeu a alcançar a Nova Zelândia e a Tasmânia, que mais tarde recebeu o seu nome. Cartografou as costas da Austrália e catalogou as ilhas dos dois oceanos.

Itens relacionados

A história da migração humana

A migração das grandes populações humanas teve início nos primórdios do tempo.

Instrumentos antigos de navegação

Vários instrumentos foram inventados durante os séculos passados para ajudar na navegação em alto mar.

Santa Maria (Século XV)

A carraca de três mastros chamada Santa Maria foi a capitânia da viagem marcante de Cristóvão Colombo.

Catamarã polinésio

Os polinésios percorriam grandes distâncias nas suas embarcações especiais.

Colonização e descolonização

As potências colonizadoras desapareceram do mapa mundial, apagadas pelos povos que lutaram para reconsquistar a sua independência.

Continentes e oceanos

A terra firme na superfície do nosso planeta está dividida em continentes, por sua vez separados por oceanos.

Mares e golfos

Esta animação mostra os principais mares e golfos do mundo.

A grande viagem de Darwin

A viagem de Darwin a bordo do HMS Beagle teve um papel crucial para o desenvolvimento da teoria da evolução.

Canal do Panamá

O Canal do Panamá é uma hidrovia artificial criada para encurtar as rotas marítimas entre o Oceano Pacífico e o Oceano Atlântico.

Curiosidades geográficas - Geografia social

Esta animação apresenta vários fatos curiosos sobre a geografia social.

Impérios modernos

Vários impérios se ergueram e desapareceram ao longo da história.

Machu Picchu (século XV)

Situada no atual Peru, a antiga cidade inca é Patrimônio Mundial.

Símbolos e atrações do mundo

Um jogo acerca dos símbolos e atrações um pouco por todo o mundo.

Sistema de coordenadas geográficas (básico)

O sistema de paralelos de latitude e meridianos de longitude no globo terrestre permite especificar com rigor toda e qualquer localização à face da Terra.

Tenochtitlán (século XV)

A magnificiência do Império Asteca surpreendeu até os conquistadores espanhóis.

Teotihuacan (século IV)

Esta cidade, majestosa até mesmo em ruínas, foi a maior e mais populosa povoação da América pré-colombiana.

Assentamento de família polinésia (Samoa, século XV)

A arquitetura dos assentamentos de família samoanos tradicionais refletia a cultura dos habitantes locais.

Bisonte americano

O bisonte americano é o maior animal terrestre da América do Norte.

Chichén Itzá (século XII)

A lendária cidade do império maia-tolteca ficava situada no território onde atualmente é o México.

Cidades do mundo

Esta animação mostra a localização geográfica das principais cidades do mundo.

Estados e cidades dos E.U.A.

Esta animação mostra os estados e principais cidades dos E.U.A.

Formas de governo e idiomas nacionais dos países

Esta animação mostra as formas de governo e línguas oficiais das nações contemporâneas.

Os países da América

Esta cena ajuda conhecermos os países da América, suas capitais e suas bandeiras.

Países da África

Estudar a localização geográfica, capitais e bandeiras dos países da África através de exercícios divididos em três níveis de dificuldade.

Plantação esclavagista do Sul (EUA, século XIX)

Antes da Guerra Civil Americana era habitual a existência de escravos nas plantações dos estados do Sul.

Sistema de coordenadas geográficas

O sistema de coordenadas geográficas permite especificar com rigor toda e qualquer localização na face da Terra.

Terminologia da geografia física

Esta animação mostra as características mais importantes do relevo e das águas superficiais, e sua respectiva simbologia nos mapas.

Added to your cart.