Tricerátopo

Tricerátopo

Tipo de dinossauro herbívoro, que habitou durante o Período Cretáceo, facilmente identificável pelo grande folho ósseo e pelos seus três chifres.

Biologia

Palavras-chave

tricerátopo, dinossauro, dino, réptil, fóssil, extinto, Cerapoda, criatura pré-histórica, Período Cretáceo, chifre, rebanho, animal, herbívoro, biologia

Extras relacionados

Cenas

Tricerátopo

Tamanho

  • Comprimento: 9 metros
  • Altura: 3 metros
  • Peso: 6 – 12 toneladas

Anatomia

  • folho ósseo - É possível que tenha tido um papel importante na defesa, no acasalamento, ou no estabelecimento de hierarquias. À medida que envelheciam, os Tricerátopos ganhavam buracos nos seus folhos, diminuindo o peso dos mesmos.
  • 3 chifres - O significado literal do nome Tricerátopo é "face com três chifres". Os chifres tiveram provavelmente um papel importante na defesa, no acasalamento, ou no estabelecimento de hierarquias.
  • bico - Era usado pelos Tricerátopos para cortar as plantas. Tinham várias centenas de dentes, com os quais mastigavam plantas fibrosas, a sua principal fonte de nutrição.
  • casco

Esqueleto

Animação

Narração

Os Tricerátopos viveram há aproximadamente 65-70 milhões de anos. O seu nome refere-se aos seus três chifres, que, juntamente com o seu folho ósseo, tiveram um papel importante na defesa, ou no acasalamento, e no estabelecimento de uma hierarquia. Era um tipo de dinossauro herbívoro, que usava o seu bico para cortar as plantas.

Possuía variás centenas de dentes, que eram usados na mastigação. Alimentava-se principalmente de plantas do subcoberto, mas conseguia também partir árvores para comer as suas folhas.

Extras relacionados

Apatossauro

Dinossauro herbívoro de pescoço comprido e corpo robusto.

Amonites

Grupo extinto de cefalópodes, com sólidos esqueletos externos, constituindo excelentes fósseis-índices.

Celacanto

Fóssil vivo, etapa importante na evolução dos tetrápodes.

Como as patas dos gecos podem aderir a superfícies macias?

Os gecos conseguem andar pelas paredes ou pelo teto. A animação explica a aderência das suas patas.

Deinonico

O Deinonico, cujo nome significa 'garra terrível', era um dos dinossauros carnívoros dromeossaurídeos.

Espiral cronológica

Coloca acontecimentos históricos na espiral cronológica.

Estegossauro

Tipo de réptil pré-histórico, com placas ósseas nas costas que ajudavam a regulação térmica.

Fauna e Flora carbonífera

Esta animação apresenta animais e plantas, muitos dos quais viviam no período entre o Devoniano e o Permiano (há 358-299 milhões de anos).

Glaciação

A última Idade do Gelo terminou há cerca de 13 mil anos.

Homo erectus

O "homem ereto" usava ferramentas e sabia como acender fogueiras.

Ichthyostega

Anfíbio pré-histórico, representante dos tetrápodes que se extinguiram há 360 milhões de anos.

Ictiossauro

Dinossauros marinhos semelhantes aos golfinhos; um bom exemplo de evolução convergente.

Mamute-lanoso

Proboscídeos extintos, da família próxima dos atuais elefantes e frequentemente caçados pelo homem pré-histórico.

Monstros do Paleozoico: Euriptéridos, escorpiões marinhos

Hoje extintos, estes animais da era paleozoica eram artrópodes aquáticos predadores.

Pteranodon longiceps

Réptil voador pré-histórico, muito semelhante às aves, embora não haja uma ligação direta entre as duas espécies.

Quetzalcoatlus, o gigante pterossauro

O Quetzalcoatlus foi um dos maiores animais voadores conhecidos de todos os tempos.

Tiktaalik

Forma de transição entre os peixes e os tetrápodes (vertebrados de quatro patas).

Tyrannosaurus rex (‘lagarto tirano’)

Carnívoros de grandes dimensões, talvez os mais conhecidos de todos os dinossauros.

Trilobites

Estes antepassados dos aracnídeos e dos crustáceos pertenciam à classe dos trilobites.

Arqueopterix

O Arqueopterix tinha características tanto de aves quanto de répteis. Foi provavelmente o ancestral dos pássaros.

Cágado de carapaça estriada

A animação mostra a anatomia dos cágados e a ligação que há entre o esqueleto e carapaça.

Camaleão do Iémen

Os camaleões são répteis capazes de mudar de cor.

Cobra-de-água-de-colar

Espécie de serpente com uma marca característica no pescoço.

Víbora europeia comum

Espécie de cobra venenosa existente no continente europeu. A sua mordida raramente é fatal.

Deriva continental na escala de tempo geológica

Ao longo da história da Terra, os continentes estão em constante movimento.

Added to your cart.