Ouriço de peito branco do norte

Ouriço de peito branco do norte

O ouriço de peito branco do norte enrola-se numa bola, utilizando os seus espinhos para defender-se.

Biologia

Palavras-chave

ouriço-cacheiro, coluna vertebral, nocturnalidade, hibernação, dentes afiados, animal, vertebrado, mamífero, insetívoro, biologia

Extras relacionados

Cenas

Habitat

  • adulto - Pode viver até ao 10 anos. O comprimento do seu corpo é de 30 - 40 cm e o seu peso é de 2 kg. Os ouriços hibernam.
  • cria - As fêmeas têm um máximo de 7 crias; o período de gestação é de 2 meses. Os recém-nascidos abrem os seus olhos 2 semanas após o seu nascimento. O seus espinhos macios e brilhantes começam a escurecer e a endurecer por volta desta altura.

Anatomia

  • focinho - O mais importante órgão sensorial dos ouriços. O seu excelente sentido de olfato ajuda-os a localizar as suas presas. O sistema de olfato dos ouriços é muito desenvolvido.
  • espinhos - São pelos modificados que desempenham um papel fundamental na defesa. Os mais velhos podem atingir os 2-3 cm em comprimento.

Enrolado numa bola

Animação

Esqueleto

  • crânio
  • escápula
  • costelas
  • coluna vertebral
  • fémur
  • osso coxal
  • ossos da cauda
  • ossos társicos
  • ossos metatarsianos
  • falanges dos pés
  • tíbia e fíbula
  • ulna e rádio
  • carpos
  • metacarpos
  • falanges das mãos
  • úmero
  • dentição dos insetívoros

Narração

O ouriço de peito branco do norte é uma espécie noturna. Deixa o seu ninho apenas depois do pôr do sol. Alimenta-se principalmente de insetos; no entanto, muitas vezes come também ratos, toupeiras e cobras, realizando raides a ninhos no solo de aves. Quando anda à caça, o ouriço apoia-se nos seus sentidos de audição e olfato. Apesar do seu movimento normalmente lento e cambaleante, também pode correr. O ouriço tem um corpo curto e arredondado; as suas costas estão cobertas com espinhos cinzentos com faixas brancas. A fêmea dá à luz duas vezes no ano; os ouriços recém-nascidos são cegos e totalmente dependentes das suas mães. No entanto, desenvolvem-se rapidamente. No inverno, os ouriços escondem-se no meio das folhas caídas e hibernam.

Os espinhos do ouriço são cabelos modificados. A sua cor é muito parecida com a do seu ambiente, pelo que proporcionam ao animal uma camuflagem perfeita.

Quando em perigo, os ouriços enrolam-se numa bola pela contração de uma camada muscular existente nas suas costas. Isto também resulta no levantamento dos espinhos em todas as direções, proporcionando proteção adicional.

Extras relacionados

Aranha de jardim

Esta animação mostra a anatomia das aranhas através do exemplo de uma espécie comum europeia.

Camadas da floresta

As camadas de diferentes tipos de floresta podem variar bastante.

Caracol-romano

Espécie de caracol muito comum, popular como alimento.

Lontra europeia

As lontras são mamíferos predadores semi-aquáticos.

Planaria gonocephala

É o tipo mais comum de vermes achatados.

Texugo europeu

O texugo europeu é um animal omnívoro e noturno. As colónias de texugos vivem em grandes sistemas de tocas subterrâneas.

Vaca-loura

Através do exemplo da vaca-loura mostraremos as funções dos músculos dos insetos, a técnica de voo e como se reproduzem.

Tigre dentes-de-sabre

Espécie de felino de grandes proporções, já extinto, cujo nome deriva da forma dos seus dentes caninos.

Beta-D-frutose (açúcar da fruta) (C₆H₁₂O₆)

A frutose ou o açúcar da fruta é o carboidrato simples mais doce.

Added to your cart.