Funcionamento de eclusas fluviais

Funcionamento de eclusas fluviais

As eclusas fluviais tornam seguros para a navegação os rios com grandes diferenças de nível.

Geografia

Palavras-chave

eclusas fluviais, portão, caldeira de eclusa, sistema de eclusas, transporte, transporte aquático, navegação, barco, rio, nível de água, diferenças de nível, geografia

Extras relacionados

Cenas

Vista de cima

  • nível de água mais baixo
  • nível de água mais alto
  • portão
  • câmara

Em rios com grandes diferenças de nível nas suas águas a navegação é perigosa. Para uma navegação segura, é necessário aproximar estes níveis. É para isso que servem os sistemas de eclusas fluviais.

Os sistemas de eclusas fluviais consistem basicamente numa série de câmaras de água separadas por comportas que selam a água das câmaras. As câmaras estão construídas de modo a que se possa controlar e modificar o nível e a quantidade de água das mesmas. Quando se abre uma das comportas da eclusa, a água flui do nível superior para o nível inferior, até que os níveis tenham uma igual quantidade de água. Quando isto é conseguido, o barco pode passar facilmente pela comporta. Este processo repete-se na câmara seguinte, permitindo assim o avanço do barco.

Quando um barco que navega pelo rio abaixo chega ao sistema de eclusas fluviais, o nível de água do rio é mais alto do que o da primeira câmara. Assim, é necessário subir o nível da câmara para que o barco possa lá entrar. Quando o portão superior é fechado, o nível da água desce até ao nível da segunda câmara.

Depois disto, o portão inferior é aberto e o barco passa para a segunda câmara. Finalmente, o nível de água da última câmara desce até ter um nível de água inferior. Aí abre-se o último portão e o barco pode deixar o sistema de eclusas. Durante este processo, o nível da água vai decrescendo gradualmente por baixo do barco.

Quando um barco navega rio acima, o nível da água sobe gradualmente.

Vista lateral

  • nível de água mais baixo
  • nível de água mais alto
  • comporta inferior
  • comporta superior
  • câmara

Agora podes ver como funciona um sistema de eclusas fluviais e podes observar como se adequa o nível da água à câmara seguinte. Como podes ver, o portão do sistema tem dois componentes. Até agora só viste a parte superior dos portões, mas agora vais poder ver o que acontece dentro das câmaras.

Quando se abre o portão de uma eclusa, também se abre uma porta inferior. O sistema é como um lanço de escadas. Quando o portão abre, as escadas ficam planas. O princípio é o mesmo do de um elevador.

As escadas planas deixam a água fluir em direcção ao nível mais baixo. A água flui com força e balanceia o barco. Por causa disto, os passageiros tendem a segurar-se a algo enquanto o barco passa no sistema de eclusas, sobretudo se o barco for pequeno.

Vista frontal

Podes agora ver, desde a plataforma, como um barco passa pelo sistema de eclusas fluviais. Navegas rio abaixo e atinges uma das comportas. Tens que esperar que as luzes indiquem que a câmara está pronta para receber o teu barco.

Em breve, o portão vai abrir e poderás entrar na primeira câmara. Se olhares para trás, podes ver que os portões já se fecharam. Agora podes sentir o nível da água a descer. Parece que as paredes da câmara estão a subir, mas na verdade és tu que te estás a "afundar" na câmara, visto que o nível da água está a descer. A luz do próximo portão indica que o portão está aberto e que podes entrar na próxima câmara. Este processo repete-se até chegares ao nível inferior do rio.

Extras relacionados

A conquista do território holandês ao mar (século XVII)

Os habitantes da região norte dos Países Baixos têm lutado com sucesso contra o mar, desde a Idade Média.

Canal do Panamá

O Canal do Panamá é uma hidrovia artificial criada para encurtar as rotas marítimas entre o Oceano Pacífico e o Oceano Atlântico.

Como funciona? – Escada rolante

Esta animação mostra como funciona uma escada rolante.

Como funciona o sonar?

Esta animação mostra como funciona um sonar.

Estação de energia maremotriz

As estações de energia maremotriz utilizam a flutuação diária do nível da água para produzir eletricidade.

Mexilhão do rio

Espécie de moluscos comum em águas doces.

Obras Zuiderzee e Projeto Delta (Países Baixos)

Notáveis obras de engenharia civil indispensáveis na luta secular dos Países Baixos contra o mar.

Represa Hoover (Hoover Dam, EUA)

A enorme barragem construída no rio Colorado, nos EUA, foi nomeada em honra de um ex-presidente americano.

Rios e a formação do relevo

Os rios têm um papel importante na formação da superfície da Terra: provocam erosão, e transportam e depositam sedimentos.

Rodas de água sírias (cidade de Hama, século XIII)

As rodas de água sírias medievais eram usadas para levar água a áreas distantes.

Sistema de defesa contra cheias

O aterro de protecção ou, em caso de enchentes menores, o dique de verão, assegura a protecção contra os danos causados por cheias.

Turbina hidráulica

As turbinas hidráulicas convertem a energia cinética da água em corrente eléctrica.

Navio porta-contentores

As rotas comerciais marítimas de navios porta-contentores, que apareceram e se propagaram depois da 2ª Guerra Mundial, formam hoje uma rede global.

Added to your cart.