Canguru-cinzento-oriental

Canguru-cinzento-oriental

É um dos maiores marsupiais.

Biologia

Palavras-chave

canguru, marsupial, Austrália, bolsa, esqueleto, ciclo de vida, vertebrado, animal selvagem, herbívoro, animal, mamíferos, biologia

Extras relacionados

Cenas

Canguru-cinzento-oriental

O canguru-cinzento-oriental é um animal herbívoro endémico da Austrália Oriental e da Tasmânia, habitando tanto em bosques como em pradarias.

O seu pelo é castanho acinzentado e adquire um tom mais pálido nalgumas partes do corpo. É um dos maiores marsupiais: os machos podem pesar até 65 kg e medir 110 cm, não incluindo a cauda. As fêmeas são mais pequenas que os machos.

Os cangurus têm caudas musculadas e grossas, que servem como suporte quando o animal está a pastar ou a levantar-se, e como equilíbrio quando saltam.

Os saltos permitem que os cangurus percorram grandes distâncias rapidamente. A sua velocidade média é de cerca de 24 km/h, mas conseguem acelerar até aos 56 km/h em pequenas distâncias. Cada salto cobre cerca de 7 metros.

O período de gestação é muito curto. A cria nasce pela vagina central. Ao nascer, os animais são muito pequenos e subdesenvolvidos, mas capazes de trepar até à bolsa da mãe sem ajuda. Uma vez lá dentro, agarram-se a um dos quatro mamilos e permanecem aí durante semanas.

Os cangurus-cinzentos-orientais são animais sociais, formando grupos chamados rebanhos. A sua esperança média de vida ronda os 8-10 anos, mas em cativeiro conseguem alcançar os 20 anos de idade.

Anatomia

  • patas traseiras - São muito musculadas. O animal não é capaz de as mover independentemente. Em lutas, os poderosos pontapés com estas pernas podem causas sérios danos no adversário.
  • patas dianteiras - Em comparação com as patas traseiras, estas são subdesenvolvidas.
  • cauda - Serve como um equilíbrio quando o animal salta e como suporte quando está de pé.
  • bolsa - Uma dobra na pele, com uma única abertura, no abdómen de marsupiais do sexo feminino.
  • ouvidos altamente móveis - Dá ao animal um excelente sentido de audição.

Esqueleto

Fases de um salto

  • fase de descolagem
  • fase de voo
  • fase de aterragem

Anatomia dos órgãos reprodutores femininos

  • rins
  • uretra - Passa pelos espaços entre os três tubos vaginais, impedindo-os de se fundirem.
  • bexiga
  • ovários
  • trompa de falópio
  • útero
  • vagina lateral - O esperma viaja através deste tubo.
  • vagina central - O embrião desce através deste tubo durante o parto.

Bolsa

  • canguru recém-nascido
  • mamilo

Ciclo de vida

  • mórula - O recém-nascido desenvolve-se no útero da mãe durante 32-36 dias.
  • canguru recém-nascido - O recém-nascido imaturo é semelhante a um embrião, pesando apenas alguns gramas. Logo depois de nascer, sobe em direcção à bolsa da mãe.
  • canguru bebé
  • canguru jovem - A cria cresce na bolsa da mãe durante alguns meses e vai abandonando-a com crescente frequência. Torna-se por fim independente com 10 meses de idade.
  • macho e fêmea adultos - O macho é muito maior do que a fêmea. As fêmeas atingem a maturidade sexual ao fim de 18 meses.

Animação

  • fase de descolagem
  • fase de voo
  • fase de aterragem
  • vagina central - O embrião desce através deste tubo durante o parto.
  • canguru recém-nascido
  • mamilo

Narração

O canguru-cinzento-oriental é um animal herbívoro endémico da Austrália Oriental e da Tasmânia, habitando tanto em bosques como em pradarias.

O seu pelo é castanho acinzentado e adquire um tom mais pálido nalgumas partes do corpo. É um dos maiores marsupiais: os machos podem pesar até 65 kg e medir 110 cm, não incluindo a cauda. As fêmeas são mais pequenas que os machos.

Os cangurus têm caudas musculadas e grossas, que servem como suporte quando o animal está a pastar ou a levantar-se, e como equilíbrio quando saltam.

Os saltos permitem que os cangurus percorram grandes distâncias rapidamente. A sua velocidade média é de cerca de 24 km/h, mas conseguem acelerar até aos 56 km/h em pequenas distâncias. Cada salto cobre cerca de 7 metros.

O período de gestação é muito curto. A cria nasce pela vagina central. Ao nascer, os animais são muito pequenos e subdesenvolvidos, mas capazes de trepar até à bolsa da mãe sem ajuda. Uma vez lá dentro, agarram-se a um dos quatro mamilos e permanecem aí durante semanas.

Os cangurus-cinzentos-orientais são animais sociais, formando grupos chamados rebanhos. A sua esperança média de vida ronda os 8-10 anos, mas em cativeiro conseguem alcançar os 20 anos de idade.

Extras relacionados

Ornitorrinco

Mamífero com características típicas dos répteis: põe ovos e possui uma cloaca.

O ciclo de vida dos vertebrados

O ciclo de vida dos vertebrados é constituído por fases que abrangem o período desde a formação das células reprodutivas de um indivíduo até à formação das...

Dentição dos mamíferos

A dentição de diferentes espécies de mamíferos reflete os respetivos hábitos alimentares.

Evolução cerebral dos vertebrados

Durante a evolução dos vertebrados, ocorreram alterações no desenvolvimento relativo de algumas zonas do cérebro.

Ópera (Sydney, Austrália, 1973)

A Ópera da cidade australiana é uma das óperas mais extraordinárias do mundo devido à sua arquitetura e localização.

Países do mundo

Estudar a localização geográfica, capitais e bandeiras dos países do mundo através de exercícios divididos em três níveis de dificuldade.

Símbolos e atracções do mundo

Um jogo acerca dos símbolos e atracções um pouco por todo o mundo.

Dromedário

Também conhecido por camelo árabe, o dromedário é uma animal bastante valioso e indispensável para os habitantes do deserto.

Elefante africano

O maior mamífero terrestre.

Ichthyostega

Anfíbio pré-histórico, representante dos tetrápodes que se extinguiram há 360 milhões de anos.

Tiktaalik

Forma de transição entre os peixes e os tetrápodes (vertebrados de quatro patas).

Veado-vermelho

Os veados-vermelhos são artiodátilos da família dos ruminantes. Os machos têm esgalhos espetaculares.

Added to your cart.